Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

Todos juntos...

Hoje aconteceu uma coisa engraçada numa aula de catequese, com uma turma de 7º ano... estávamos a meio de uma reflexão que uma aluna tinha preparado, que tinha como música de fundo "here I am" do Bryan Adams, que por acaso é uma música que eu gosto muito. A certa altura, sem dar-mos por isso, entre os comentários dos miúdos, começamos a cantar...primeiro baixinho, depois somos cada vez mais, a um determinando ponto, já ninguém falava e estávamos 30 alunos e eu a cantar o "Here i am"... Foi um momento muito, mas mesmo muito giro...

Por isso, aqui fica para vocês poderem cantar comigo.  Ah, e para aqueles que se desculpam porque não sabem a letra, também aqui fica!

 

 

 

Here I am
This is me
There's nowhere else on earth I'd rather be
Here I am
It's just me and you
Tonight we make our dreams come true

It's a new world
It's a new start
It's alive with the beating of young hearts
It's a new day
It's a new plan
I've been waiting for you
Here I am

Here we are
We've just begun
And after all this time
Our time has come
Yeah here we are
Still goin' strong
Right here in the place where we belong

Oh it's a new world
It's a new start
It's alive with the beating of young hearts
It's a new day
And a new plan
I've been waiting for you
Here I am

Here I am
Yeah

Here I am
This is me
There's nowhere else on earth I'd rather be
Here I am
It's just me and you
Tonight we make our dreams come true

Oh it's a new world
It's a new start
It's alive with the beating of young hearts
It's a new day
It's a new plan
I've been waiting for you

Oh it's a new world
It's a new start
It's alive with the beating of young hearts
It's a new day
It's a new plan
I've been waiting for you
(Waiting, waiting waiting)
Here I am

Here I am
Right next to you
Suddenly the world is all brand new
Here I am
Here I am
Where I'm gonna stay
Now there's nothin' standing in our way
Here I am
This is me

música: Here i am
sinto-me: cantora
tags: ,
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Irrita-me mesmo...

... os chicos espertos do trânsito!! Aqueles amigos que tentam entrar à má fila nas saídas/entradas, quando o resto do pessoal vem tipo carneirinhos há imenso tempo... aqueles que se atravessam à nossa frente e nós deixamos amavelmente meter-se e nem sequer agradecem!! Irritam-me mesmo os que não agradecem... parece que a estrada é só deles e nós estamos ali para servir...

sinto-me: irritada
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Este fim de semana... (parte II)

Este fim de semana tive um retiro em Fátima, organizado pelo colégio onde dou aulas (não sei se já se tinham apercebido, mas é um colégio católico). Isto implicou que eu tivesse de me levantar cedo no Sábado... até porque como cheguei a casa tarde na 6ª feira à noite, estava supercansada, foi cair na cama, nem fiz mala, nem nada... claro que deixei tudo para de manhã e como me custou imenso sair da cama, metade das coisas que queria levar ficaram cá... mas enfim, nada de absolutamente essencial e nada que duas amigas minhas do colégio, que eu tinha convencido a ir, não levassem.

Provavelmente, a esta hora estão vocês a pensar "mas que seca! um retiro!". Garanto-vos que foi porque nunca estiveram em nenhum de jeito. Participo em retiros desde os 15 anos e sempre gostei de todos. Uns mais do que doutros é certo, mas aprendi sempre alguma coisa. Este foi particularmente bom. Divertimo-nos bastante (ajuda ir com pessoas com quem se está à vontade e de quem se gosta) e como não participava em nenhum há já bastante tempo, soube-me mesmo bem. As dinâmicas de grupo foram engraçadas, os textos e as músicas adequados e serviu realmente para reflectir um bocadinho.

Ontem à tarde, tivémos uma visita guiada à nova Basílica. Confesso que sempre tive uma postura contra o dinheiro que se gastou, mas está realmente imponente. O crucifixo gigante cá fora é lindíssimo. Parece mesmo um farol a guiar um caminho. E o painel do interior?? Lindo, absolutamente lindo. Claro que a imagem de Jesus do interior da basílica tem levantado muita polémica, porque sai do padrão normal da imagem de Cristo a que estamos habituados, mas o guia teve a explicar que a escultora irlandesa que a fez, pretendeu reunir no mesmo indivíduo características das pessoas de todos os continentes, daí ser tão disforme. Eu, sinceramente, acho que o painel apaga qualquer sensação negativa daquela imagem.

À noite, fomos rezar o terço à capelinha das Aparições (isto é que estávamos cá uns beatos... a ideia de um programa fabuloso para o sábado à noite - que era o que me tinham vendido em Lisboa -  daquela gente é um bocadinho diferente do meu.... ). De qualquer maneira, nunca tinha estado no recinto à noite. Confesso que fiquei fã. Nunca gostei particularmente de Fátima. Irrita-me sentir que é uma cidade que só tem e vive aquilo. Mas aquele espaço à noite... é muito agradável...sentimos uma calma, uma presença...um bom espaço de reflexão, sem dúvida! Acho que a partir de agora, só vou a Fátima ao final do dia!

Depois deste momento religioso, consegui convencer algum do pessoal e procurámos um barzinho para passar o resto da noite. Acabámos a ver o benfica e a rir às gargalhadas com as anedotas, umas mais spicy que outras, que uns colegas meus sabiam... é giro, esta convivência fora do colégio. Criam-se mais laços, também pelo facto de sermos um grupo pequeno. Nós, do colégio de Lisboa, éramos sem dúvida, o grupo mais divertido e animado do retiro. Os outros olhavam para nós com alguma "inveja" pela nossa boa disposição constante. Se queremos animação, também temos de fazer por isso! 

Hoje tive de me levantar cedo outra vez... adormeci  (o meu corpo sabe que ao domingo pode dormir até mais tarde, não ia lá com despertadores!!). Assim, eu, a Paula e a Susana acabámos por ser as últimas a chegar ao pequeno almoço.

A manhã correu bem, na missa enganei-me a ler a oração dos fiéis (grande barraca!! não sei por que é que me enervo sempre, já devia estar mais que habituada...), o que me deixou desconfortável o resto do dia (ainda estou... isto de ser perfeccionista e exigente comigo própria...).

 Mas foi um fim de semana positivo. No final perguntaram o que tínhamos tirado deste encontro. Eu tirei uma nova força para enfrentar os desafios da minha vida e da minha profissão. Além de professora de Ciências Naturais/Biologia, dou catequese a cerca de 265 miúdos no colégio (hã, desta se calhar, não estavam vocês à espera... estão a ver, estou sempre a surpreender-vos!!) e tenho receio de não chegar a eles...  Tirei muitas ideias, tirei esperança... Vim cheia de vontade de trabalhar, de por os miúdos a trabalhar.

Usando uma expressão que usámos lá muito este fim de semana: vamos ser como um semeador, a semente pode tardar a nascer, mas nasce.

 

  

 

sinto-me: esperançosa

Este fim de semana... (parte I)

Tenho estado a ter um fim de semana muito ocupado, daí o meu desaparecimento desde o destaque.

Primeiro quero agradecer todos os comentários muito simpáticos e atenciosos por causa do destaque...  um grande beijinho para todos. 

Na 6ª feira, comecei o fim de semana em grande... mal saí do colégio, parei ali no Colombo, e fiz umas comprinhas... uma t-shirt linda de morrer a aproveitar os saldos da Salsa, umas calças e um top na H&M, uma mini mala para sair à noite, numa das cores da moda e que eu adoro(violeta) na Parfois...

Depois, tinha um convite para um date (em que eu aproveitei para estrear logo a mala nova, claro!). Um jantarzinho a dois, num sítio que era surpresa... O F. tem um trauma qualquer por sempre eu a sugerir os restaurantes mais giros, por isso estava todo entusiasmado por eu não conhecer este...

Verdade seja dita, talvez não seja o ideal se se pretende um restaurante super romântico, porque tem bastante luz e a música estava um bocadinho alto demais para o que eu gostaria, mas foi, sem dúvida, um bom conhecimento que eu recomendo. O atendimento foi óptimo, supersimpáticos e atentos, a comida estava boa, com bastante variedade, tanto de pratos, como de entradas (que é uma coisa que eu adoro!) e o melhor de tudo... a sangria era DIVINAL!! Mas mesmo divinal, provavelmente a melhor sangria branca que já bebi... da tal maneira, que ainda não tinha chegado o prato principal e já eu me estava a sentir meia zonza... mas, eu não sou exemplo para ninguém, a minha resistência ao álcool é nula... ah, e os preços também eram bastante acessíveis...8, 9€ o prato de cada pessoa, não é muito para Lisboa... (sim, sim, pessoal do norte, eu sei que aí para cima é bastante diferente...).

Outra coisa que eu gostei é que o restaurante tem uma cozinha de inspiração galega/cubana/brasileira... assim, tive oportunidade de comer mexilhões e uns cogumelos fabulosos para entrada. Como prato principal, comi um filete de linguado, que estava delicioso...Ah, e já vos disse que a sangria era muito boa??

Para as meninas, tinha outra componente interessante que era um empregado (apesar de de eu desconfiar que ele fosse o dono) espanhol, que era muitoooooo simpático e giro..Além de que era um perfeito cavalheiro, porque não se pôs a olhar para o meu generoso decote (sabem aquelas vezes que o decote é perfeitamente normal, mas quando a pessoa se inclina para a frente e ainda para mais, está sentada, para quem vê de cima, parece que se vê tudo?? pois era uma situação dessas...). Enfim, um sítio a repetir... passe a publicidade, é o restaurante Marquês de Baco, na av. João XXI, antes do cruzamento com a avenida de Roma, de quem vai do Campo Pequeno. Agora, devia receber um voucher pela publicidade!

O resto da noite foi no Peter, a tomar café com bons amigos... E como estava, assim, meio alcoolizada, fui uma menina bonita e bebi um chá de limão, em vez de pedir o gin tónico fabuloso que eles lá têm... É o único sítio do mundo onde eu consigo beber gin tónico. Também recomendo!!

Hã, estão a ver?! Isto hoje é melhor que o guia michellin!! 

 

sinto-me: bem disposta
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008

DESTAQUE?? Uau!!

Bem, eu nem queria acreditar!!

Sento-me eu ao computador, pronta para fazer mais uns testes (sim, isto é uma never ending story) e decido, enquanto beberico o meu cappucino, dar uma espreitadela ao blog... dou uma olhadela aos blogs em destaque, vejo que o da Existência ainda lá está (e muito bem!!), espreito os outros títulos (há sempre blogs com títulos engraçados...) e de repente, vejo Trinta ao virar da esquina... calma lá, é o meu!!! Nem queria acreditar!

Muito obrigada Pedro e equipa do Sapo!! Estou quase comovida... melhor, fiquei muito bem disposta! Que isto me incentive a fazer mais posts, eu sei...

Um grande beijinho para vocês todos que comentam o meu blog e me fazem companhia na blogosfera . Isto sem vocês, não fazia sentido nenhum! (uau, pareço uma miss, isto do destaque está-me a subir à cabeça!!)

sinto-me: Feliz
Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Reaccionária!!

Já que ando reaccionária, ao menos que o seja a sério!! Por isso, aqui fica o Grândola Vila Morena...que seja uma chamada às armas(será que o Socrátes reactivou a PIDE e eu vou presa?)!!!

 

 

 

 

 

 

sinto-me: reaccionária
música: Grândola, vila morena
tags:
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Ginásios e Iva

Sinto-me roubada. Sinceramente, neste país, parece que está tudo empenhado em roubar cada vez mais o próximo.

Em Janeiro entrou em vigor uma lei, em que os ginásios passam a ter iva de 5% obrigatório, porque são considerados um bem essencial à saúde. Ok, aplaudo a ideia! E fiquei bastante entusiasmada com o facto da minha mensalidade de 79 euros (sim, leram bem o valor da coisa...isto de viver em lisboa, tem muito que se lhe diga...) descer cerca de 16%.

Fui ao ginásio saber como era. Entregam-me uma carta que não responde concretamente a nada, excepto que a mensalidade não baixa. Porque é um PVP, porque apostam na qualidade, mercado livre, blábláblá...e umas coisas que não se percebem... E eu não burrinha, estou habituada a ler documentos intragáveis, mas não se percebe mesmo! Fiquei furiosa... pelo princípio em si! Subiram dois euros com o início do ano, mas descer ninguém desce! De qualquer maneira, vou enviar um mail à Deco, com a cópia da carta... pode ser que seja ilegal ou assim... nunca se sabe!

O curioso é que pela recolha de informações que tenho feito nos meus amigos frequentadores  de outros ginásios, nenhum desce. Como é que é possível? O iva desce 16% e todos têm escudos legais para não descer mensalidades? Se já estavam com iva de 5% desde fevereiro do ano passado (quando saiu esta lei, mas que era opcional terem este iva) porque razão é que não desceu nessa altura?

Estas situações têm o condão de me deixar bastante irritada e reaccionária...

 

 

sinto-me: irritada
tags:
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Euribor... bah!

Então não é que a minha prestação subiu outra vez 50 euros?? A taxa é ajustada de 6 em 6 meses e tem subido sempre. A última vez foi agora no fim de Dezembro e subiu mais 50 euros!! Sinceramente, já não sei o que fazer... assim, fica muito complicado! Só para terem uma ideia a minha prestação subiu 50% em dois anos! 50%!! Expliquem-me como é que é suposto conseguirmos viver assim?? Imaginem o que isto faz num orçamento familiar... e individual, como é o meu caso!

Não sei onde vamos parar... com estes preços e aumentos!

 

 

sinto-me: desesperada
tags:
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Girls night out...

Na 6ª feira passada tive um fim de tarde e jantar com duas das minhas melhores amigas.

Tínhamos uma tradição que era ir jantar fora uma vez de três em três meses ou assim e já não a cumpríamos há quase dois anos. Temo-nos visto, mas em jantares de anos, jantares familiares, baptizados e cafés rápidos. Achámos que a melhor maneira de começar o ano era retomar boas e velhas tradições.

Realmente, é ridículo como nós, as vezes, nos deixamos envolver no turbilhão das nossas vidas atarefadas e deixamos os amigos para um segundo, terceiro, quarto plano... Contra mim falo, mas não são 10 minutos que demora um telefonema que vai atrasar a nossa vida, não é um cafézinho ao final do dia, que vai prejudicar completamente a nossa vida... simplesmente, estamos tão envolvidos na nossa vida e no nosso dia  a dia, que o tempo passa e nem damos por isso. Pelo menos é o que me acontece. Mas foi uma das minhas resoluções para este ano: passar mais tempo com os meus amigos. Organizar melhor o meu tempo e incluir os amigos. Porque precisamos. Porque nos faz bem. Porque nos permite manter a nossa sanidade mental, no meio do stress da nossa vida. Por isso proponho este desafio a todos vocês. Vamos passar mais tempo com os nossos amigos. Vamos telefonar aquele amigo/a, em quem pensamos quase todos os dias, mas esquecemo-nos sempre de ligar. Afinal, o que é que era da vida sem amigos?

Quanto à minha saída... foi o máximo! Começámos na Sephora, às 19h, porque eu e a S. tínhamos oferecido uma aula de maquilhagem à J., como prenda de 30 anos. Fartámo-nos de rir com o Fernando, o maquilhador e os seus produtos Estée Lauder (que eram o suprasumo dos produtos segundo o nosso amigo!). Aprendemos que não sabíamos por blush (sim, sim aquela ideia que é rir para o espelho, não é bem verdade...) e que tínhamos a pele megadesidratada. Ainda fizémos um teste com um aparelho que eles lá tinham e verificámos as três que tínhamos a pele cheia de manchas UV ( como é que possível?? eu sou obcecada por protector solar!!) e com problemas horríveis... ficámos traumatizadas... nós achávamos que tínhamos uma pele óptima!! Que íamos ter 40 e parecer ter 30!!

Claro, típicas gajas, fomos logo comprar uma máscara superhidratante e mais um creme de noite anti idade, coisas assim do género... acabámos por dar inúmeras voltas no Colombo e lembrámo-nos de ir jantar tardíssimo... Éramos nós! Em toda a sua loucura, a falar todas ao mesmo tempo e a entendermos o que dizíamos, a tropeçar umas nas outras, a rir por tudo e por nada! Éramos nós... é bom ver que o tempo passa, mas há coisas que não mudam.

Claro que fomos ao Bairro Alto, também é uma tradição... comemos  muito bem, recomendo vivamente... comida exótica, o crême burlier (hmm... Tg, tens de me ajudar, não sei se escrevi isto bem!) era divinal...ficámos na conversa até às tantas da madrugada... foi óptimo! Estávamos as três com saudades... Decidimos que nunca mais íamos ficar tanto tempo sem uma noitada destas. Claro, que a discoteca ficou fora de questão... estávamos as três exaustas, um dia comprido para toda a gente... e a S. já tens dois filhotes, que no sábado de manhã a iam acordar  bem cedo (há que aproveitar enquanto não se tem filhos!!)...

 Bem, acho que esta música se adequa lindamente à situação.  

 

 

"As amigas estão comigo, é só curtir!"  E não é que é mesmo?!

 

 

sinto-me: cheia de boas intenções
música: Just girls
tags:
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

We are family... (take 1)

Quando o meu irmão nasceu tinha quatro anos e meio. Não me lembro de muita coisa, mas lembro-me de ter ficado muito feliz. A minha mãe diz que eu nunca tive acessos de ciúme por ter deixado de ser a criança de toda a família e que só queria brincar com o J. O meu irmão era o meu novo boneco, até vejo isso na maneira como o agarro nas fotos.

Fomos crescendo. Brincávamos juntos (ele preferia as minhas barbies, eu preferia os playmobiles dele), discutíamos, brigávamos (pelo menos, enquanto eu tinha mais força que ele, depois fui esperta e deixei-me disso...), gozava com ele, como qualquer irmão mais velho faz (lembro-me de uma vez, tinha eu para aí 10 anos, consegui convencê-lo que tinha sido encontrado no caixote do lixo, o que ele chorou e o que eu ouvi da minha mãe...) e sempre fui muito protectora em relação a ele. Era o meu boneco, tinha de o defender de uma situação familiar um bocado complexa e disfuncional. Também acho que foi isso que nos uniu...um pai com um feitio complicado, uma mãe demasiado submissa, um ambiente familiar muitas vezes a roçar a loucura. Lembro-me muito bem de um postal que o J. me deu uma vez no Natal, tinha ele uns 13 anos, em que dizia que eu era a melhor irmã do mundo. Ainda o tenho lá guardado, na caixa das recordações.

Afastámo-nos com a minha vinda para Lisboa. Nem mesmo quando ele veio e chegámos a viver juntos, a situação melhorou muito. O J. tem um feitio muito diferente do meu, é mais fechado, desconfiado, de uma teimosia a roçar a intrasigência, incapaz de um desabafo ou de um pedido de ajuda. Pelo menos comigo. Às vezes, parece que só falamos de banalidades ou pior que não temos nada para conversar. Já lhe disse isto várias vezes. Tenho medo de um dia, sermos daqueles irmãos que só se falam pelo Natal e pelos anos. Que não sabem nada um do outro. Gostava que fôssemos amigos. Verdadeiros amigos. Mas até a noção de amizade do meu irmão é diferente da minha, acho eu...

Eu tenho muitos e bons amigos, que espero ter a vida toda, mas de qualquer maneira um irmão é um irmão. É sangue, é alguém que estará sempre ligado a mim, a vida toda. Devíamos cultivar isso, não tomar essa relação por certa. Até porque, claramente, se há pessoa de quem vamos gostar sempre, por mais asneiras que faça, por mais distância que exista, é de um irmão, certo?
Gostava que ele conseguisse falar, abrir-se comigo. Até porque ando preocupada com ele. Não o sinto bem, como algumas atitudes que ele tem tido o têm revelado. Como é que se ajuda alguém que não quer ser ajudado?? Como é que se constrói uma relação mais próxima com alguém que acha que assim é que se está bem??

sinto-me: nostálgica
tags: ,

.mais sobre mim

.Últimas...

. Eu quero, eu quero!!

. Quem é uma menina respons...

. É preciso ir-se ao médico...

. Estou a morrer...

. You are loved, don´t give...

. Sem comentários...

. Sem dúvida!!

. Regra básica: Os homens s...

. Cristovam Pavia

. Maio

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.História

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

contador de visitas
contador de visitas