Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

Sem comentários...

Ok, o Pedrocas, do blog É inútil resistir, decidiu reagir ao meu post dos homens serem estúpidos com um vídeo fantástico... eu já quase rebolei no chão a rir nos últimos 5 minutos... e decidi que tinha de vir  partilhar isto com vocês, para não me acusarem de ser ultra feminista... e porque eu tinha de ter esta pérola no meu blog...

 

 Tomem bem atenção à letra... e aos movimentos de dança da personagem...

 

 

 

 

 

 

sinto-me: a rir
Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Regra básica: Os homens são estúpidos

Eu e a  J. (amiga de quem já falei em vários posts anteriores), aqui há uns 9 ou 10 anos, numa noite sentadas no carro, à beira mar, na conversa até às tantas da madrugada a discutir o estado da nossa lovelife, chegámos a uma teoria, que a vida, desde então, só tem vindo comprovar... tanto que neste momento, eu já quase não lhe chamaria teoria... já quase que pode ser um dogma!

 

Assim, após um profundo desabafo e intensa análise de situações que tinham acontecido connosco ou que nós conhecíamos, estabelecemos a seguinte regra básica, que uma mulher tem absolutamente de interiorizar (para passar a agir tendo sempre esta ideia presente!):

 

1ª Regra Básica) Os homens são estúpidos.

 

E vocês com certeza, meninas, que concordam. Os homens nunca entendem aquilo que estamos à espera que eles façam ou digam ou nunca entendem, aquilo que nós achamos que demos a entender de modo muito claro, mas subtil.  Por isso, é escusado nós ficarmos chateadas por causa disso! Quantas vezes nos desgastamos porque achamos que ele devia ter percebido que nós estavámos em baixo e que, por isso, devia ter a brilhante ideia de nos levar a jantar fora? Ou trazer aquele gelado que nós adoramos? Ou que estávamos à espera que ele nos convidasse para fazer isto ou aquilo? Ou que gostamos de receber sms amorosos durante o dia? Ou que achamos que a barba dele, quando está grande, fá-lo absolutamente horrível?

Pois, desgastamo-nos com estas coisas, ficamos a achar que ele não gosta de nós, porque não faz nada daquilo que nós gostaríamos quando nós, tão queridas, os enchemos de mimos! Pois, mas na realidade o que se passa, é que eles não percebem! Não percebem mesmo! Não percebem que aquelas insinuações significam que queríamos combinar qualquer coisa para a noite. Não percebem que aquele pequeno amuo é porque estávamos mesmo a precisar de uma atenção extra, que ele não deu. Eles simplesmente não entendem!

E não é por eles serem assim burrinhos... não são (pelo menos, grande parte deles... hihihi) é do cérebro deles... os homens não funcionam com subtilezas. Se queremos uma coisa ou não estamos satisfeita com algo, temos de o dizer abertamente. Não é insultar, ou discutir ou cobrar... mas dizer calmamente, o que nos está a incomodar, ou que estávamos à espera disto ou daquilo. Vão ver que a maior parte das vezes, a reacção é " A sério? Oh, desculpa, não tinha percebido, por que é que não disseste nada??".

E claro, que há aqueles casos, em que mesmo dizendo claramente, o homem não percebe as nossas necessidades... quanto a esses, minhas amigas, podemos fazer um desenho... linguagem gestual, não sei... às vezes, há coisas, que parece que nem assim eles entendem...

 

2ª Regra Básica) Os homens são profundamente egoístas (e não têm noção nenhuma disso!)

 

Pois é. Eu sei que é duro de ouvir, mas é verdade. E os homens são egoístas em tanta coisa, mas nem sequer se apercebem que o estão a ser. Isto também é um bocado cultural. As necessidades de um homem devem ser ouvidas e satisfeitas, mas as das mulheres podem esperar.

Quantas vezes eles têm gestos e atitudes de um egoísmo monstro e não o conseguem perceber? Acham que é perfeitamente normal e nós é que somos umas exageradas? Tenho a certeza que todas nós temos histórias destas para contar.

 

Entretanto, com os anos temos vindo a apercebermo-nos de mais umas quantas características masculinas, de que é importante termos consciência. A maior parte dos homens são terrivelmente indecisos... o que se torna bastante cansativo... parece que temos de ser sempre nós a conduzir o barco, se não ele, de certeza, que fica à deriva.

 

Depois há aquelas coisinhas crónicas do tipo "eu não faço a cama, porque não a consigo fazer tão direitinha como tu." Ok, certo e daí? Isso não nos importa muito... só o facto de a terem feito, por mais mal que esteja, já é suficiente para nos deixar com um sorriso... porque foi uma atenção, porque se lembraram que nós gostamos de chegar a casa e ter a cama feita.

Sim, porque esta desculpa é usada por muitos homens, num contexto muito variado de situações, a desculpa do "eu não consigo" ou "não vale a pena, tu fazes melhor."

 

 

Com tudo isto, eu e a J. acrescentámos um corolário à nossa teoria:

 As lésbicas são o topo da evolução!

 

Faz todo o sentido, reparem. Se os homens são assim tão difíceis, se nos dão assim tão pouco valor, por que é que nós continuamos a gostar deles?? Então, obviamente, as lésbicas atingiram o topo evolutivo, porque perceberam que estão bem melhor sem homens...

 

 

Qual o sentido a tirar de tudo isto? Que temos de saber dizer directamente as coisas. Se queremos uma coisa, dizê-lo claramente. Se estamos magoadas com uma coisa, dizê-lo (atenção, não discutir, gritar, ou magoar! se for possível dizer as coisas de modo carinhoso, funciona melhor a maior parte das vezes... depois há sempre aqueles, que só entendem quando uma pessoa é bruta...) e não achar que ele devia perceber que determinada coisa nos chateou... porque acreditem, 99% das vezes, eles realmente não percebem... e mais de 75% das vezes, mesmo dizendo as coisas directamente, eles não ouvem realmente. E não mudam nada. E não fazem um esforço.

Mas... há que ter esperança... e há sempre aquela vez que eles ouvem, e dessa vez... dessa vez, nós ficamos com um sorriso parvo... (aiii, somos mesmo palermas!!)

 

 

É óbvio que eu não pretendo com este post ser perseguida e acusada de feminista fanática que queima soutiens, porque nem sequer é o caso... mas acho que a vocês, queridos leitores do sexo masculino, talvez vos faça falta ler estas coisas, e reconhecerem um ou outro aspecto... para se poderem melhorar, claro! E aumentar o número de homens existentes com mais de um neurónio! 

 

 

sinto-me: doutoral
música: With or without you, dos U2
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

As nossas canções intactas

Hoje estive a organizar as sms de um telemóvel, pois ia devolver o aparelho à minha aflhada, quando me apercebi que ainda não tinha guardado uma mensagem de aniversário que eu recebi... Este ano, como tenho o blog, decidi escrevê-la aqui, além de no caderno onde eu costumo guardar estas coisas.

 

 

Não fugir.

Suster o peso da hora.

Sem palavras minhas e sem sonhos,

fáceis e sem outras falsidades.

numa espécie de morte mais terrível.

Ser de mim todo despojado, ser

abandonado aos pés como um vestido.

Sem pressa atravessar a asfixia.

Não vergar.

Suster o peso da hora.

Até soltar sua canção intacta.

                                          C. P.

 

Termino, como terminava a sms: que vocês soltem todas as canções intactas que têm dentro.

 

E já, agora, just for fun, se quiserem adivinhar quem é o C. P.... eu depois confirmo quem é que acertou no autor!

 

 

 

sinto-me: bem disposta
tags: ,
Domingo, 11 de Maio de 2008

Paintball... ou a arte de matar ou ser morto!

Ontem, foi dia de paintball... nunca tinha ido jogar e estava ansiosa por experimentar. Tinha sido aquela marcação que tinha sido adiada por estar a chover no fim de semana dos meus anos, lembram-se? Claro, que a maior parte dos meus amigos que tinham dito que iam, entretanto cortaram-se...(traidores!), mas os que foram acabaram por se divertir bastante. Sim, adorei. Apesar de estar com umas quantas mazelas, uns inchaços, umas nódoas vermelhas (só a partir de amanhã é que devem começar a ficar negras...) e de ter ficado bastante cansada (mais uma nota mental para ir ao ginásio!!)... mas vale a pena.

Como éramos poucos, quando chegámos lá acabámos por jogar contra outra equipa que lá estava e que também tinha sido reduzida. Como éramos 7 e a outra equipa era de 9 pessoas, aceitámos um indivíduo que lá estava sozinho e que queria jogar, a quem nós aplcunhámos carinhosamente de psicopata (hum, eu ainda pensei que ele fosse apenas tímido, mas o resto do pessoal achou que ele andava de certeza a cortar gargantas aos fim de semana à noite...).

A outra equipa não era muito sociável, nem muito simpática. É óbvio que nós não gostamos muito deles... algumas das gajas da equipa deles eram um bocado histéricas (sim, aquilo dói, mas é razão para desatar a chorar, entrar em histerismos e recusar-se a continuar a jogar??? são pessoas assim que dão mau nome às mulheres...). Além de que morriam e continuavam a disparar...

Mas o que é mais importante (sim, além da diversão, blábláblá) , é que nós ganhámos!! Em inferioridade númerica, mas ganhámos!! Em 8 jogos, ganhámos 5!  E houve um que perdemos, porque tivémos fairplay e a outra equipa não... mas enfim, ganhámos! E bem merecíamos! E a maior parte de nós nunca tinha jogado... excepto o psicopata, que tinha equipamento próprio e tudo... mas claramente, não era muito esperto a jogar e era sempre dos primeiros a morrer... além de psicopata, tinha tendências suicidas (ainda bem que a Al-qaeda ainda não descobriu este gajo...).

No final, dividimos a nossa equipa e fizémos uns jogos só entre nós... e foi ainda mais divertido... sem dúvida, que com pessoal conhecido é mais giro. Está-se muito mais à vontade, rimo-nos  mais... e tive um prazer particular em matar duas vezes um grande amigo, com quem ando sempre no picanço e que tinha passado o último mês a gabar-se da quantidade de manchas de tinta que ia colocar na minha roupa... Toma e engole, Peste (alcunha carinhosa pela qual nós nos tratamos!!)!! Mas enfim, num duelo final um a um, entusiasmámo-nos e acabámos a despejar balas em cima um do outro, enquanto corríamos de obstáculo em obstáculo... e sim, houve ali umas quantas balas que doeram mesmo... e até fiquei com o cabelo cor de rosa e engoli tinta (levei umas em cheio na máscara...)... mas enfim, mazelas de guerra... afinal, como nós dizíamos quando éramos miúdos, quem vai à guerra, dá e leva, certo?? O importante é manter o espírito...

 

 

sinto-me: divertida
tags: ,
Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Ritual de equilíbrio das águas...

E perguntam vocês "O que é que é isso??".

 

Foi o que eu e a minha amiga J. (de quem já falei aqui) fomos descobrir. Tínhamos marcação para as 19h30, num spa na 5 de Outubro.  Chegámos divertidíssimas e cheias de curiosidade a imaginar o que poderia ser. Tinham-nos dito por telefone que o obkectivo deste tratamento era o relaxamento da mente e do corpo... Hmmm... nós bem precisamos... 

Começámos por uma visita ao espaço, que estava realmente fabuloso. Muito oriental, muito a convidar à meditação e à tranquilidade.

 

Chegámos a uns balnerários giríssimos, todos em pedra e madeira, onde vestimos o fato de banho e o robe megaconfortável emprestado por eles e preparámos para ir equilibrar as nossas águas.

 

Encaminharam-nos para uma divisão fantástica, cheia de mini piscinas e jactos de água por todo o lado. Tivémos a sorte de aquilo estar vazio e de termos o espaço todo só para nós. Começámos por um banho de hammam, que é tipo banho turco, mas com umas essência no ar óptimas. Estivémos lá uns 15 minutos, a libertar toxinas e a pôr a conversa em dia. Sentíamo-nos como num filme, em que eles estão nas saunas a conversa... o máximo!

Depois, tínhamos de tomar um duche de água fria, para reactivar a circulação... escusado será dizer que esta parte já não foi muito engraçada... a água estava mesmo fria!!

 

O passo seguinte era atravessa um caminho onde inúmeros jactos de água quente e fria nos batiam nas pernas e pés... a parte pior era que tínhamos de andar por cima de seixos da praia!! Pois, nós cinderelas de pés sensíveis, não achámos muita piada (aquilo doía imenso, não estava a relaxar nada!!), por isso decidimos fazer batota e calçámos os chinelos... e aí sim, aquilo soube mesmo bem!!

 

Etapa seguinte: as mini piscinas!! A primeira tinha uns jacuzzis fabulosos, com jactos de água em todos os sentidos e uma cascata fenomenal para estar debaixo...  Tive à vontade mais de 20 minutos em cima de um jacuzzi... aqueles jactos nas costas e na base da nuca...huummm... Quero mais!!

Para terminar, a piscina com sais do mar Morto, para se flutuar e descontrair... fantástica... muito zen, mesmo... estar ali deitada em cima da água, sem fazer esforço nenhum, a sentir o cabelo espalhado à volta da cabeça e a água aquecida a envolver-me o corpo...  sentia todas as preocupações a libertarem-se para a água por osmose... Eu não queria mesmo sair... mas aquilo fechava às 21h e ainda tínhamos de tomar banho!

Saímos completamente com os sentidos relaxados... foi mesmo muito bom. E ser com a J. ainda fui melhor... deu para rir (sem dúvida que quando estamos juntas, há sempre uma aventura qualquer) e conversar. E planear muitas mensagens para enviar à S., que não pode ir e que vai morrer de inveja....

 

 

E agora, perguntam vocês, que também estão aí todos invejosos: "Quanto é que foi? também quero!!". Pois, meus queridos amigos, foi GRÁTIS!! Sim, de borla!!  Como??? É simples, aproveitámos um voucher que veio com a revista Gingko, que saiu este mês. Pois, quem manda não estarem atentos a estas coisas??

Vá, para o mês que vem comprem a revista, pode ser que saia outra coisa do género e a revista até é gira e interessante.

Bem, hoje recuso-me a trabalhar à noite... vou para a cama ler e beber um chá. Para ser mesmo uma noite zen...

 

 

Ah, e eu confesso que fizémos outra batota... havia uma parte para cobrir o corpo de gelo, mas nós saltámos essa... o gelo era frio!! 

 

 

sinto-me: zen
música: o barulho das ondas...
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Cosmopolitan versus pretensiosismo literário

No outro dia, um velho conhecido de Liceu, com quem eu tinha perdido o contacto há já uns anos (sem dúvida que o hi5 nestas coisas é fabuloso!!), veio cá a casa beber um chá. Ele é uma pessoa assim mais conservadora e muito certinha, que compra o Expresso todas as semanas e que a falar e a escrever parece que é sempre uma coisa muito formal.

Estávamos a beber o chá e a discutir literatura e ele ficou admiradíssimo por eu já ter lido, entre outros, o Cândido de Voltaire, porque "Não conheço mais nenhuma miúda que leia esse tipo de livros!!" e estava muito impressionado com alguns livros que eu tinha na estante e a ver que eu, provavelmente tinha uma bagagem literária maior que a dele. Entretanto, lembrei-me que não tinha chegado a mostrar-lhe a casa toda quando chegámos e toca de fazer a visitinha da praxe. Estamos no meu quarto, olha para a minha mesa de cabeceira e exclama, com um ar supersurpreendido:

"Então, tu lês a Cosmopolitan?? Não acredito!!".

Desato a rir... e respondo-lhe " E a Luxwoman, a Activa, a Happy, a Vogue... não costumo mesmo é ler o Expresso!! Há algum problema com isso?".

Afinal, nem só de literatura dita séria, vive o homem.... e muito menos, a mulher!! 

 

sinto-me: bem disposta
tags: ,
Domingo, 9 de Março de 2008

Ontem, descobri...

 

... que adoro malibu com sumo de maracujá e que a palavra caleidoscópio vem do grego e quer dizer "ver coisas belas".

 

As jantaradas com os amigos e a jogar trivial são sempre úteis! Mesmo quando a minha equipa perde e tivémos de lavar a louça... mas as nossas perguntas eram mais difíceis!!! a sério!! Nem foi efeito da garrafa de vinho tinto que bebemos, nem da garrafa de malibu que, misteriosamente, chegou ao final da noite vazia...

 

sinto-me: bem
música: Xutos e Pontapés...
Domingo, 10 de Fevereiro de 2008

Eu cá sou boa!

Lembrei-me deste post a falar à bocado com um amigo meu no msn... Ele anda a precisar que lhe massagem o ego, que está um bocado por baixo... Por isso, Pedro, aqui está a minha massagem!!     E estás a ver? Só tens de ser tu próprio, porque tu já és o máximo! És sem dúvida o maior! 

Assim, esta música é para todos vocês que sentem em baixo, que sentem que não valem nada e que não conseguem despertar a atenção das pessoas que amam... Eu também me incluo, porque também ando com a auto-estima pelas ruas da amargura.

Vamos fazer disto o nosso hino de vida!     E gritar todos:  EU CÁ SOU BOM!! SOU MUITO BOM!

Porque se há uma grande verdade no velho anúncio do leite Matinal é "se eu não gostar de mim, quem gostará?".

 

 

 

 

sinto-me: Boa, claro!!
música: Sou bom dos Xutos & Pontapés
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Girls night out...

Na 6ª feira passada tive um fim de tarde e jantar com duas das minhas melhores amigas.

Tínhamos uma tradição que era ir jantar fora uma vez de três em três meses ou assim e já não a cumpríamos há quase dois anos. Temo-nos visto, mas em jantares de anos, jantares familiares, baptizados e cafés rápidos. Achámos que a melhor maneira de começar o ano era retomar boas e velhas tradições.

Realmente, é ridículo como nós, as vezes, nos deixamos envolver no turbilhão das nossas vidas atarefadas e deixamos os amigos para um segundo, terceiro, quarto plano... Contra mim falo, mas não são 10 minutos que demora um telefonema que vai atrasar a nossa vida, não é um cafézinho ao final do dia, que vai prejudicar completamente a nossa vida... simplesmente, estamos tão envolvidos na nossa vida e no nosso dia  a dia, que o tempo passa e nem damos por isso. Pelo menos é o que me acontece. Mas foi uma das minhas resoluções para este ano: passar mais tempo com os meus amigos. Organizar melhor o meu tempo e incluir os amigos. Porque precisamos. Porque nos faz bem. Porque nos permite manter a nossa sanidade mental, no meio do stress da nossa vida. Por isso proponho este desafio a todos vocês. Vamos passar mais tempo com os nossos amigos. Vamos telefonar aquele amigo/a, em quem pensamos quase todos os dias, mas esquecemo-nos sempre de ligar. Afinal, o que é que era da vida sem amigos?

Quanto à minha saída... foi o máximo! Começámos na Sephora, às 19h, porque eu e a S. tínhamos oferecido uma aula de maquilhagem à J., como prenda de 30 anos. Fartámo-nos de rir com o Fernando, o maquilhador e os seus produtos Estée Lauder (que eram o suprasumo dos produtos segundo o nosso amigo!). Aprendemos que não sabíamos por blush (sim, sim aquela ideia que é rir para o espelho, não é bem verdade...) e que tínhamos a pele megadesidratada. Ainda fizémos um teste com um aparelho que eles lá tinham e verificámos as três que tínhamos a pele cheia de manchas UV ( como é que possível?? eu sou obcecada por protector solar!!) e com problemas horríveis... ficámos traumatizadas... nós achávamos que tínhamos uma pele óptima!! Que íamos ter 40 e parecer ter 30!!

Claro, típicas gajas, fomos logo comprar uma máscara superhidratante e mais um creme de noite anti idade, coisas assim do género... acabámos por dar inúmeras voltas no Colombo e lembrámo-nos de ir jantar tardíssimo... Éramos nós! Em toda a sua loucura, a falar todas ao mesmo tempo e a entendermos o que dizíamos, a tropeçar umas nas outras, a rir por tudo e por nada! Éramos nós... é bom ver que o tempo passa, mas há coisas que não mudam.

Claro que fomos ao Bairro Alto, também é uma tradição... comemos  muito bem, recomendo vivamente... comida exótica, o crême burlier (hmm... Tg, tens de me ajudar, não sei se escrevi isto bem!) era divinal...ficámos na conversa até às tantas da madrugada... foi óptimo! Estávamos as três com saudades... Decidimos que nunca mais íamos ficar tanto tempo sem uma noitada destas. Claro, que a discoteca ficou fora de questão... estávamos as três exaustas, um dia comprido para toda a gente... e a S. já tens dois filhotes, que no sábado de manhã a iam acordar  bem cedo (há que aproveitar enquanto não se tem filhos!!)...

 Bem, acho que esta música se adequa lindamente à situação.  

 

 

"As amigas estão comigo, é só curtir!"  E não é que é mesmo?!

 

 

sinto-me: cheia de boas intenções
música: Just girls
tags:
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Foi mesmo muito fixe!

Descobri recentemente o Hi5. Sabia há uns anos que aquilo existia, mas nunca tinha ligado muito..principalmente, por ser com fotos..(tenho um trauma com fotografias, nunca acho que fico bem!).

No entanto, há coisa de uma semana, uma das minhas melhores amigas insistiu que eu devia ter um, para ela poder fazer experiências com o meu perfil. Acedi e desde então, estou fã! Já reencontrei colegas de faculdade com quem não falava há 6 ou 7 anos, amigos dos velhos tempos de liceu...além de que já fiz amigos dos amigos. Já troquei de números de telefone e de mail, combinei jantares e cafés, enfim, tem sido animado..

É realmente um mistério como nós nos afastamos um dos outros..é difícil manter o contacto com as pessoas. Surge sempre outra coisa qualquer, lembramo-nos de telefonar quando já é muito tarde e no dia seguinte esquecemo-nos..É uma parvoíce, mas acho que não me acontece só a mim. E eu até quero ver as pessoas, estar com elas, mas parece que nunca há tempo..Isto é, claramente, uma das coisas que todos nós devemos tentar melhorar.

Mas por que é que eu estou a falar nisto? Porque recebi agora uma mensagem de um velho amigo de faculdade, de quem eu não sabia nada há anos...Sempre nos demos muito bem, mas quando escolhemos ramos diferentes da licenciatura e depois foi cada um para seu lado, simplesmente fomos divergindo. Nem sei explicar porquê, mas ter notícias do R. deixou-me mesmo muito bem disposta. É muito bom termos estes reencontros. Parece que é a vida a dar-nos mais uma oportunidade para termos aquela pessoa no nosso círculo de amigos.

Nas palavras do R. "foi mesmo muito fixe" cruzar-se com a minha foto no Hi5. E isso também nos faz sentir bem, certo?  (e, secalhar, nem fico assim tão mal nas fotografias!)   :)

 

(Quanto aos testes, não perguntem...ainda me falta imenso... e as notas não estão a ser nada de jeito!)

 

sinto-me:
música: Friends will be friends
tags:
publicado por M. às 20:59
link do post | Estavas a dizer... | favorito
|

.mais sobre mim

.Últimas...

. Sem comentários...

. Regra básica: Os homens s...

. As nossas canções intacta...

. Paintball... ou a arte de...

. Ritual de equilíbrio das ...

. Cosmopolitan versus prete...

. Ontem, descobri...

. Eu cá sou boa!

. Girls night out...

. Foi mesmo muito fixe!

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.História

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

contador de visitas
contador de visitas