Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

Eu quero, eu quero!!

Eu, neste momento atroz da minha existência, em que as dores não me largam, em que a caixa de Brufen começa a ficar vazia e o monte de testes e trabalhos não parece diminuir... eu, neste momento...  não há nada, mas mesmo nada, que eu não fizesse... por uma...

 

bola de berlim!!!!

 

Ai, aquele creme.... o açúcar a sujar os lábios e a cara, enquanto cai para a camisola.... aiiiii, como eu quero, como eu preciso, como eu desejo uma bola de berlim...

 

 

sinto-me: a salivar
música: i want you do Bryan Adams
tags: ,
Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

É preciso ir-se ao médico para se descobrir que se está doente!

Pois, sem dúvida... eu simplesmente me estava a queixar de umas dores absolutamente horríveis na zona lombar e na barriga e a enfermeira do colégio já me tinha assustado e dito que devia ser uma hérnia... ontem, pela primeira vez este ano faltei às aulas, pois não me conseguia mexer muito bem com as dores. 

 

Então, a mãe de um amigo meu, que é médica, obrigou-me a ir para as urgências e após uma tarde muito mal passada no Hospital de Santa Maria (aquilo é absolutamente degradante...), descobri que não tenho uma hérnia (uma boa noticia!), mas que tenho uma infecção viral na garganta, muito stress acumulado em tensão nas costas e uma infecção nos rins, com cálculos renais... tenho uma dose diária de 12 comprimidos (como é que é possível?? pareço uma viciada qualquer!), sim, porque é um comprimido para cada coisa... e eu que sou mesmo muito má a cumprir ordens médicas e a tomar comprimidos, enfim, vai ser uma luta comigo própria... e vou ter que tomar antibiótico, que eu não tomava há uns 8 anos... (sou um um bocadinho anti antibióticos...).

O lado positivo é que o meu corpo está tão pouco habituado a estas coisas, que deve-me fazer logo efeito, tipo bomba para o sistema imunitário.

Mas a pessoa chega com uma dor e sai com três diagnósticos diferentes!! Fantástico!

 

Por falar nisso, as dores estão a aumentar, está na hora da minha dose...

 

 

 

sinto-me: pill addicted
tags: ,
Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Estou a morrer...

Estou a morrer... adeus, mundo cruel... (sim, eu sei que sou um bocadinho melodramática...)

 

Vou agora para as urgências do Hospital de Santa Maria, onde para além de morrer com as dores que tenho, vou morrer de tédio com as horas que lá vou estar à espera... além de todos os outros vírus e bactérias que lá posso apanhar... sinceramente, detesto mesmo Hospitais, nunca fui para nenhuma urgência, não vou ao médico há anos... nem sei bem o que é que hei-de fazer.

 

E apesar dos 30 anos... é nestes momentos (juntamente com todos os momentos que incluem agulhas, tipo vacinas e análises) que que eu regrido uns bons 20 anos e só penso....

               quero a minha mãe!!

 

Não me apetece tratar disto sozinha...

 

 

sinto-me: a morrer...
tags: ,
Terça-feira, 10 de Junho de 2008

You are loved, don´t give up...

Ouvi isto no carro a semana passada... achei que a música tinha uma força descomunal... e a letra é absolutamente perfeita... mas não sabia de quem era.

Finalmente ontem disseram-me de quem era a música... confesso que não conhecia o cantor. Neste momento, é a minha canção fetiche... aquela que ouço vezes sem parar... e que, de alguma forma, traduz muito bem o que eu  quero dizer...

 

 

Don't give up
It's just the weight of the world
When your heart's heavy
I...I will lift it for you
 
Don't give up
Because you want to be heard
If silence keeps you
I...I will break it for you
 
Everybody wants to be understood
Well I can hear you
Everybody wants to be loved
Don't give up
Because you are loved
 
Don't give up
It's just the hurt that you hide
When you're lost inside
I...I will be there to find you
 
Don't give up
Because you want to burn bright
If darkness blinds you
I...I will shine to guide you
 
Everybody wants to be understood
Well I can hear you
Everybody wants to be loved
Don't give up
Because you are loved
 
You are loved
Don't give up
It's just the weight of the world
Don't give up
Every one needs to be heard
You are loved

 

 

sinto-me: com fé
música: You are loved, don´t give up do Josh Groban
tags: ,
Domingo, 8 de Junho de 2008

Sem dúvida!!

Desculpem lá, elementos do sexo masculino que não se reveêm nas minhas palavras (e ainda bem que, pelos vistos, há muitas excepções, sempre me continua a alimentar a esperança!!)... mas as minhas vivências dos últimos dias... só me levam a concordar ainda com mais ênfase... 

                          os homens são mesmo estúpidos!!!

 

 

sinto-me: irritada
Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Regra básica: Os homens são estúpidos

Eu e a  J. (amiga de quem já falei em vários posts anteriores), aqui há uns 9 ou 10 anos, numa noite sentadas no carro, à beira mar, na conversa até às tantas da madrugada a discutir o estado da nossa lovelife, chegámos a uma teoria, que a vida, desde então, só tem vindo comprovar... tanto que neste momento, eu já quase não lhe chamaria teoria... já quase que pode ser um dogma!

 

Assim, após um profundo desabafo e intensa análise de situações que tinham acontecido connosco ou que nós conhecíamos, estabelecemos a seguinte regra básica, que uma mulher tem absolutamente de interiorizar (para passar a agir tendo sempre esta ideia presente!):

 

1ª Regra Básica) Os homens são estúpidos.

 

E vocês com certeza, meninas, que concordam. Os homens nunca entendem aquilo que estamos à espera que eles façam ou digam ou nunca entendem, aquilo que nós achamos que demos a entender de modo muito claro, mas subtil.  Por isso, é escusado nós ficarmos chateadas por causa disso! Quantas vezes nos desgastamos porque achamos que ele devia ter percebido que nós estavámos em baixo e que, por isso, devia ter a brilhante ideia de nos levar a jantar fora? Ou trazer aquele gelado que nós adoramos? Ou que estávamos à espera que ele nos convidasse para fazer isto ou aquilo? Ou que gostamos de receber sms amorosos durante o dia? Ou que achamos que a barba dele, quando está grande, fá-lo absolutamente horrível?

Pois, desgastamo-nos com estas coisas, ficamos a achar que ele não gosta de nós, porque não faz nada daquilo que nós gostaríamos quando nós, tão queridas, os enchemos de mimos! Pois, mas na realidade o que se passa, é que eles não percebem! Não percebem mesmo! Não percebem que aquelas insinuações significam que queríamos combinar qualquer coisa para a noite. Não percebem que aquele pequeno amuo é porque estávamos mesmo a precisar de uma atenção extra, que ele não deu. Eles simplesmente não entendem!

E não é por eles serem assim burrinhos... não são (pelo menos, grande parte deles... hihihi) é do cérebro deles... os homens não funcionam com subtilezas. Se queremos uma coisa ou não estamos satisfeita com algo, temos de o dizer abertamente. Não é insultar, ou discutir ou cobrar... mas dizer calmamente, o que nos está a incomodar, ou que estávamos à espera disto ou daquilo. Vão ver que a maior parte das vezes, a reacção é " A sério? Oh, desculpa, não tinha percebido, por que é que não disseste nada??".

E claro, que há aqueles casos, em que mesmo dizendo claramente, o homem não percebe as nossas necessidades... quanto a esses, minhas amigas, podemos fazer um desenho... linguagem gestual, não sei... às vezes, há coisas, que parece que nem assim eles entendem...

 

2ª Regra Básica) Os homens são profundamente egoístas (e não têm noção nenhuma disso!)

 

Pois é. Eu sei que é duro de ouvir, mas é verdade. E os homens são egoístas em tanta coisa, mas nem sequer se apercebem que o estão a ser. Isto também é um bocado cultural. As necessidades de um homem devem ser ouvidas e satisfeitas, mas as das mulheres podem esperar.

Quantas vezes eles têm gestos e atitudes de um egoísmo monstro e não o conseguem perceber? Acham que é perfeitamente normal e nós é que somos umas exageradas? Tenho a certeza que todas nós temos histórias destas para contar.

 

Entretanto, com os anos temos vindo a apercebermo-nos de mais umas quantas características masculinas, de que é importante termos consciência. A maior parte dos homens são terrivelmente indecisos... o que se torna bastante cansativo... parece que temos de ser sempre nós a conduzir o barco, se não ele, de certeza, que fica à deriva.

 

Depois há aquelas coisinhas crónicas do tipo "eu não faço a cama, porque não a consigo fazer tão direitinha como tu." Ok, certo e daí? Isso não nos importa muito... só o facto de a terem feito, por mais mal que esteja, já é suficiente para nos deixar com um sorriso... porque foi uma atenção, porque se lembraram que nós gostamos de chegar a casa e ter a cama feita.

Sim, porque esta desculpa é usada por muitos homens, num contexto muito variado de situações, a desculpa do "eu não consigo" ou "não vale a pena, tu fazes melhor."

 

 

Com tudo isto, eu e a J. acrescentámos um corolário à nossa teoria:

 As lésbicas são o topo da evolução!

 

Faz todo o sentido, reparem. Se os homens são assim tão difíceis, se nos dão assim tão pouco valor, por que é que nós continuamos a gostar deles?? Então, obviamente, as lésbicas atingiram o topo evolutivo, porque perceberam que estão bem melhor sem homens...

 

 

Qual o sentido a tirar de tudo isto? Que temos de saber dizer directamente as coisas. Se queremos uma coisa, dizê-lo claramente. Se estamos magoadas com uma coisa, dizê-lo (atenção, não discutir, gritar, ou magoar! se for possível dizer as coisas de modo carinhoso, funciona melhor a maior parte das vezes... depois há sempre aqueles, que só entendem quando uma pessoa é bruta...) e não achar que ele devia perceber que determinada coisa nos chateou... porque acreditem, 99% das vezes, eles realmente não percebem... e mais de 75% das vezes, mesmo dizendo as coisas directamente, eles não ouvem realmente. E não mudam nada. E não fazem um esforço.

Mas... há que ter esperança... e há sempre aquela vez que eles ouvem, e dessa vez... dessa vez, nós ficamos com um sorriso parvo... (aiii, somos mesmo palermas!!)

 

 

É óbvio que eu não pretendo com este post ser perseguida e acusada de feminista fanática que queima soutiens, porque nem sequer é o caso... mas acho que a vocês, queridos leitores do sexo masculino, talvez vos faça falta ler estas coisas, e reconhecerem um ou outro aspecto... para se poderem melhorar, claro! E aumentar o número de homens existentes com mais de um neurónio! 

 

 

sinto-me: doutoral
música: With or without you, dos U2
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Cristovam Pavia

Sim.... eu sei que é um nome um bocado estranho, mas é este o autor do poema do post "As nossas canções intactas"... 

Também nunca tinha ouvido falar dele, se não fosse por causa desta sms enviada pelo T. nos meus anos. Pois, reparei que isto gerou confusão... a maior parte pensou que o poema tinha sido escrito por um apaixonado qualquer... Pois, não foi o caso.

 

O T. é (às vezes tenho medo que seja era...) o meu melhor amigo. Aquela pessoa que me conhece mesmo bem, que sabe todo o meu lado negro (mesmo aquele que nem eu sei!) e que me ama incondicionalmente mesmo assim, porque para ele sou sempre o máximo, mesmo quando me diz que não o estou a ser. Aquela pessoa que olha para os meus olhos e vê aquilo que eu nem consigo colocar em pensamentos coerentes. Enfim, um destes dias tenho de fazer um post sobre o T . Nos últimos anos afastámo-nos um bocado, mas continuo a acreditar que tudo o que escrevi acima é verdade.

No entanto, todos os anos me manda um poema pelos anos e pelo Natal...  é uma espécie de tradição nossa. E eu fico sempre ansiosa à espera.

 

De qualquer maneira, voltando ao tema inicial, tenho de dar os parabéns ao meu irmão... que mostrou que, afinal, se calhar não foi adoptado, porque até tem alguns neurónios... e fez uma pesquisa no google, de certeza para descobrir que o autor do poema foi um senhor chamado Cristovam Pavia.

Mas, pronto, mano é bom ver que sou importante o suficiente para perderes algum tempo comigo!!

Obrigada pelas sugestões.... caminhos de Portugal, Lil... boa...     gostei!

 

 

Agora imagino a quantidade de eruditos literários que cá virão parar em pesquisas cibernáuticas, devido ao título do post!! Bem, sejam bem vindos e divirtam-se!!

 

 

sinto-me: orgulhosa do mano
tags: ,
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Maio

Maio... não sei o que é que este mês significa para vocês... mas para mim, neste momento, Maio é mês de muito stress e cansaço...  porque Maio é o mês em que organizo cerca de 6 actividades de Pastoral do meu colégio!!

 

Eu e as festas de catequese... a esta altura, Deus já me deve ter guardado uma mega quinta no Céu... (pelo menos, acho bem que tenha!!)

 

(não se preocupem, eu depois convido-vos!! afinal, o Céu deve ser um bocado solitário, não?!)

 

 

Publiquei o post, fui ler e depois pensei nisto... LOL... vocês devem achar que eu sou uma superbeata ou coisa assim do género (tipo testemunha de Jeová versão católica... com todo o respeito pela fé e disponibilidade das testemunhas de Jeová, claro!!)... humm... é engraçado verificar as diversas facetas que uma pessoa pode ter e pensar como é que será que quem está desse lado e não me conhece pessoalmente, me imagina neste momento... lol...

 

sinto-me: cansada
música: Heaven
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

As nossas canções intactas

Hoje estive a organizar as sms de um telemóvel, pois ia devolver o aparelho à minha aflhada, quando me apercebi que ainda não tinha guardado uma mensagem de aniversário que eu recebi... Este ano, como tenho o blog, decidi escrevê-la aqui, além de no caderno onde eu costumo guardar estas coisas.

 

 

Não fugir.

Suster o peso da hora.

Sem palavras minhas e sem sonhos,

fáceis e sem outras falsidades.

numa espécie de morte mais terrível.

Ser de mim todo despojado, ser

abandonado aos pés como um vestido.

Sem pressa atravessar a asfixia.

Não vergar.

Suster o peso da hora.

Até soltar sua canção intacta.

                                          C. P.

 

Termino, como terminava a sms: que vocês soltem todas as canções intactas que têm dentro.

 

E já, agora, just for fun, se quiserem adivinhar quem é o C. P.... eu depois confirmo quem é que acertou no autor!

 

 

 

sinto-me: bem disposta
tags: ,
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

A Vida não é existir sem mais nada...

Adoro esta música. Adoro esta letra. É daquelas que canto a altos berros e com muito sentimento. Umas vezes com sorrisos, outras vezes com lágrimas.

Mas acho que esta letra é uma lição de Vida... pelo menos, é assim que eu tento guiar a minha... porque só assim conseguimos manter em nós, o que de mais puro e genuíno  temos. E, de vez em quando, convém recordar isso...

  

Para ti...

  

Geme o restolho, triste e solitário
A embalar a noite escura e fria
E a perder-se no olhar da ventania
Que canta ao tom do velho campanário

Geme o restolho, preso de saudade
Esquecido, enlouquecido, dominado
Escondido entre as sombras do montado
Sem forças e sem cor e sem vontade

Geme o restolho, a transpirar de chuva
Nos campos que a ceifeira mutilou
Dormindo em velhos sonhos que sonhou
Na alma a mágoa enorme, intensa, aguda

Mas é preciso morrer e nascer de novo
Semear no pó e voltar a colher
Há que ser trigo, depois ser restolho
Há que penar para aprender a viver

E a vida não é existir sem mais nada
A vida não é dia sim, dia não
É feita em cada entrega alucinada
Prá receber daquilo que aumenta o coração

Geme o restolho, a transpirar de chuva
Nos campos que a ceifeira mutilou
Dormindo em velhos sonhos que sonhou
Na alma a mágoa enorme, intensa, aguda

Mas é preciso morrer e nascer de novo
Semear no pó e voltar a colher
Há que ser trigo, depois ser restolho
Há que penar para aprender a viver

E a vida não é existir sem mais nada
A vida não é dia sim, dia não
É feita em cada entrega alucinada
Prá receber daquilo que aumenta o coração.

 

 

 

 

 

sinto-me: exausta
música: Restolho, Mafalda Veiga

.mais sobre mim

.Últimas...

. Eu quero, eu quero!!

. É preciso ir-se ao médico...

. Estou a morrer...

. You are loved, don´t give...

. Sem dúvida!!

. Regra básica: Os homens s...

. Cristovam Pavia

. Maio

. As nossas canções intacta...

. A Vida não é existir sem ...

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.História

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

contador de visitas
contador de visitas