Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Cristovam Pavia

Sim.... eu sei que é um nome um bocado estranho, mas é este o autor do poema do post "As nossas canções intactas"... 

Também nunca tinha ouvido falar dele, se não fosse por causa desta sms enviada pelo T. nos meus anos. Pois, reparei que isto gerou confusão... a maior parte pensou que o poema tinha sido escrito por um apaixonado qualquer... Pois, não foi o caso.

 

O T. é (às vezes tenho medo que seja era...) o meu melhor amigo. Aquela pessoa que me conhece mesmo bem, que sabe todo o meu lado negro (mesmo aquele que nem eu sei!) e que me ama incondicionalmente mesmo assim, porque para ele sou sempre o máximo, mesmo quando me diz que não o estou a ser. Aquela pessoa que olha para os meus olhos e vê aquilo que eu nem consigo colocar em pensamentos coerentes. Enfim, um destes dias tenho de fazer um post sobre o T . Nos últimos anos afastámo-nos um bocado, mas continuo a acreditar que tudo o que escrevi acima é verdade.

No entanto, todos os anos me manda um poema pelos anos e pelo Natal...  é uma espécie de tradição nossa. E eu fico sempre ansiosa à espera.

 

De qualquer maneira, voltando ao tema inicial, tenho de dar os parabéns ao meu irmão... que mostrou que, afinal, se calhar não foi adoptado, porque até tem alguns neurónios... e fez uma pesquisa no google, de certeza para descobrir que o autor do poema foi um senhor chamado Cristovam Pavia.

Mas, pronto, mano é bom ver que sou importante o suficiente para perderes algum tempo comigo!!

Obrigada pelas sugestões.... caminhos de Portugal, Lil... boa...     gostei!

 

 

Agora imagino a quantidade de eruditos literários que cá virão parar em pesquisas cibernáuticas, devido ao título do post!! Bem, sejam bem vindos e divirtam-se!!

 

 

sinto-me: orgulhosa do mano
tags: ,
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Maio

Maio... não sei o que é que este mês significa para vocês... mas para mim, neste momento, Maio é mês de muito stress e cansaço...  porque Maio é o mês em que organizo cerca de 6 actividades de Pastoral do meu colégio!!

 

Eu e as festas de catequese... a esta altura, Deus já me deve ter guardado uma mega quinta no Céu... (pelo menos, acho bem que tenha!!)

 

(não se preocupem, eu depois convido-vos!! afinal, o Céu deve ser um bocado solitário, não?!)

 

 

Publiquei o post, fui ler e depois pensei nisto... LOL... vocês devem achar que eu sou uma superbeata ou coisa assim do género (tipo testemunha de Jeová versão católica... com todo o respeito pela fé e disponibilidade das testemunhas de Jeová, claro!!)... humm... é engraçado verificar as diversas facetas que uma pessoa pode ter e pensar como é que será que quem está desse lado e não me conhece pessoalmente, me imagina neste momento... lol...

 

sinto-me: cansada
música: Heaven
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

As nossas canções intactas

Hoje estive a organizar as sms de um telemóvel, pois ia devolver o aparelho à minha aflhada, quando me apercebi que ainda não tinha guardado uma mensagem de aniversário que eu recebi... Este ano, como tenho o blog, decidi escrevê-la aqui, além de no caderno onde eu costumo guardar estas coisas.

 

 

Não fugir.

Suster o peso da hora.

Sem palavras minhas e sem sonhos,

fáceis e sem outras falsidades.

numa espécie de morte mais terrível.

Ser de mim todo despojado, ser

abandonado aos pés como um vestido.

Sem pressa atravessar a asfixia.

Não vergar.

Suster o peso da hora.

Até soltar sua canção intacta.

                                          C. P.

 

Termino, como terminava a sms: que vocês soltem todas as canções intactas que têm dentro.

 

E já, agora, just for fun, se quiserem adivinhar quem é o C. P.... eu depois confirmo quem é que acertou no autor!

 

 

 

sinto-me: bem disposta
tags: ,
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

A Vida não é existir sem mais nada...

Adoro esta música. Adoro esta letra. É daquelas que canto a altos berros e com muito sentimento. Umas vezes com sorrisos, outras vezes com lágrimas.

Mas acho que esta letra é uma lição de Vida... pelo menos, é assim que eu tento guiar a minha... porque só assim conseguimos manter em nós, o que de mais puro e genuíno  temos. E, de vez em quando, convém recordar isso...

  

Para ti...

  

Geme o restolho, triste e solitário
A embalar a noite escura e fria
E a perder-se no olhar da ventania
Que canta ao tom do velho campanário

Geme o restolho, preso de saudade
Esquecido, enlouquecido, dominado
Escondido entre as sombras do montado
Sem forças e sem cor e sem vontade

Geme o restolho, a transpirar de chuva
Nos campos que a ceifeira mutilou
Dormindo em velhos sonhos que sonhou
Na alma a mágoa enorme, intensa, aguda

Mas é preciso morrer e nascer de novo
Semear no pó e voltar a colher
Há que ser trigo, depois ser restolho
Há que penar para aprender a viver

E a vida não é existir sem mais nada
A vida não é dia sim, dia não
É feita em cada entrega alucinada
Prá receber daquilo que aumenta o coração

Geme o restolho, a transpirar de chuva
Nos campos que a ceifeira mutilou
Dormindo em velhos sonhos que sonhou
Na alma a mágoa enorme, intensa, aguda

Mas é preciso morrer e nascer de novo
Semear no pó e voltar a colher
Há que ser trigo, depois ser restolho
Há que penar para aprender a viver

E a vida não é existir sem mais nada
A vida não é dia sim, dia não
É feita em cada entrega alucinada
Prá receber daquilo que aumenta o coração.

 

 

 

 

 

sinto-me: exausta
música: Restolho, Mafalda Veiga
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

...

É impressão minha...

              ou não está Sol?

 

sinto-me:
música: Under the bridge, Red Hot Chilli Peppers
tags: ,
Domingo, 11 de Maio de 2008

Paintball... ou a arte de matar ou ser morto!

Ontem, foi dia de paintball... nunca tinha ido jogar e estava ansiosa por experimentar. Tinha sido aquela marcação que tinha sido adiada por estar a chover no fim de semana dos meus anos, lembram-se? Claro, que a maior parte dos meus amigos que tinham dito que iam, entretanto cortaram-se...(traidores!), mas os que foram acabaram por se divertir bastante. Sim, adorei. Apesar de estar com umas quantas mazelas, uns inchaços, umas nódoas vermelhas (só a partir de amanhã é que devem começar a ficar negras...) e de ter ficado bastante cansada (mais uma nota mental para ir ao ginásio!!)... mas vale a pena.

Como éramos poucos, quando chegámos lá acabámos por jogar contra outra equipa que lá estava e que também tinha sido reduzida. Como éramos 7 e a outra equipa era de 9 pessoas, aceitámos um indivíduo que lá estava sozinho e que queria jogar, a quem nós aplcunhámos carinhosamente de psicopata (hum, eu ainda pensei que ele fosse apenas tímido, mas o resto do pessoal achou que ele andava de certeza a cortar gargantas aos fim de semana à noite...).

A outra equipa não era muito sociável, nem muito simpática. É óbvio que nós não gostamos muito deles... algumas das gajas da equipa deles eram um bocado histéricas (sim, aquilo dói, mas é razão para desatar a chorar, entrar em histerismos e recusar-se a continuar a jogar??? são pessoas assim que dão mau nome às mulheres...). Além de que morriam e continuavam a disparar...

Mas o que é mais importante (sim, além da diversão, blábláblá) , é que nós ganhámos!! Em inferioridade númerica, mas ganhámos!! Em 8 jogos, ganhámos 5!  E houve um que perdemos, porque tivémos fairplay e a outra equipa não... mas enfim, ganhámos! E bem merecíamos! E a maior parte de nós nunca tinha jogado... excepto o psicopata, que tinha equipamento próprio e tudo... mas claramente, não era muito esperto a jogar e era sempre dos primeiros a morrer... além de psicopata, tinha tendências suicidas (ainda bem que a Al-qaeda ainda não descobriu este gajo...).

No final, dividimos a nossa equipa e fizémos uns jogos só entre nós... e foi ainda mais divertido... sem dúvida, que com pessoal conhecido é mais giro. Está-se muito mais à vontade, rimo-nos  mais... e tive um prazer particular em matar duas vezes um grande amigo, com quem ando sempre no picanço e que tinha passado o último mês a gabar-se da quantidade de manchas de tinta que ia colocar na minha roupa... Toma e engole, Peste (alcunha carinhosa pela qual nós nos tratamos!!)!! Mas enfim, num duelo final um a um, entusiasmámo-nos e acabámos a despejar balas em cima um do outro, enquanto corríamos de obstáculo em obstáculo... e sim, houve ali umas quantas balas que doeram mesmo... e até fiquei com o cabelo cor de rosa e engoli tinta (levei umas em cheio na máscara...)... mas enfim, mazelas de guerra... afinal, como nós dizíamos quando éramos miúdos, quem vai à guerra, dá e leva, certo?? O importante é manter o espírito...

 

 

sinto-me: divertida
tags: ,
Terça-feira, 6 de Maio de 2008

Resultado da Campanha do Banco Alimentar

Já agora, aproveito e refiro rapidamente o resultado da campanha... o supermercado pelo qual eu estava responsável, fez 3 119 Kg... mais ou menos a mesma coisa que na campanha do Natal. O total da campanha foi 458 654 Kg...

A nível pessoal, foi um fim de semana muito desgastante... muitas, muitas horas de pé ( e passe a publicidade, os ténis Timberland são realmente confortáveis e próprios para muitas horas de pé!!), acordar cedo... e alguma revolta interna, que aprendi a gerir de modo mais zen... mas ainda me ri bastante e sem dúvida, que fortaleci muitos laços com alguns alunos.

Para o Natal que vem, há mais! E eu, de certeza, que lá estarei.  :)

 

 

sinto-me: cansada

Mais sobre mim...

Há já umas boas semanas que fui desafiada por várias blogfriends a responder a isto...  pois, eu sei que demorei, mas mais vale tarde que nunca, certo??  :)

 

Por isso, aqui vai.

 

Se eu fosse um mês seria... Abril. Porque representa uma altura do ano em que tudo se começa a regenerar e volta à vida. Porque o tempo é incerto e nada monótono, nunca sabemos bem o que esperar amanhã. Ah, e porque faço anos, claro!!  :)
Se eu fosse um dia da semana seria... Sexta-feira, porque é o fim da semana, em que temos sempre imensas expectativas de como é que pode ser os próximos dois dias e esperamos que sejam óptimos!

Se eu fosse um planeta seria... Saturno, porque não consigo sair à rua sem um anel!

Se eu fosse um móvel, seria... sem dúvida uma cama!! Reparem as potencialidades de uma cama... dá para comer, ver televisão, ler, estar na conversa com os amigos, dormir, estar na sorna, etc, etc... (e muitas reticências... lol...)

Se eu fosse um líquido seria... Leite, porque não vivo sem ele.
Se eu fosse um pecado seria... epá, eu dou catequese não devia admitir estas coisas em público... mas pronto, entre a gula e a luxúria... venha o diabo e escolha!!  :)
Se eu fosse uma pedra seria... um diamante (apesar de ser um mineral e não uma rocha! depois não digam que este blog não é educativo!). Porque sei que sou resistente... porque adoro o seu simbolismo.

Se eu fosse um metal seria... o ouro, branco de preferência ou a prata...porque sou alérgica a tanta coisa e a estes não! Ah, e porque adoro jóias... :)
Se eu fosse uma árvore seria... uma sequóia... porque sempre fiquei fascinada com árvores que já viveram tantos milhares de anos e viram o alvorecer da Humanidade...

Se eu fosse um fruto... cerejas... porque adoro cerejas! principalmente, aquelas vermelho-escuras...hummm... ainda bem que está quase na época delas.

Se eu fosse uma flor ou planta seria... uma orquídea, porque as adoro, porque são algo frágeis (ou melhor esquisitas!) e porque me trazem muito boas recordações...

Se eu fosse um clima seria... cheio de sol e quente...porque, pelo menos, é isso que eu tento transmitir aos outros.

Se eu fosse um instrumento seria... um violino... porque sempre adorei o som... porque sempre quis aprender a tocar... e um dia, ainda o hei-de fazer!
Se eu fosse um elemento seria... Fogo... sem dúvida, por várias razões... como por exemplo, o facto de sentir tudo muito intensamente e de tentar viver de modo apaixonado.

Se eu fosse uma cor seria... o branco, porque se decompõe nas outras todas...  :) e eu sou colorida!

Se eu fosse um animal seria... um golfinho... porque gosto de brincar, de estar com as pessoas de quem eu gosto e porque me imagino horas e horas dentro de água.
Se eu fosse um som seria... uma gargalhada. Estou sempre a rir (e a chorar também!).

Se eu fosse uma letra de uma música seria... muitas... e tou demasiado cansada para isso... mas reconheço que, como a Xana (uma das amigas que me passou o desafio), identifico-me muito com a letra do Vulnerable dos Roxette... a primeira vez que ouvi pensei "Eu podia ter escrito isto!".
Se eu fosse uma música seria... as quatro estações de Vivaldi... principalmente, o alegro e o adagio da Primavera (espero ter escrito aquilo bem!)

Se eu fosse um estilo de música seria... Qualquer coisa que eu pudesse cantar e dançar...  :)

Se eu fosse um perfume seria... johnson´s para bebés... aquele cheiro traz sempre boas recordações, não é? (confesso que tenho um frasco na casa de banho e que de evz em quando ponho quando vou dormir... lol... a sério, é óptimo!)

Se eu fosse um sentimento seria... O amor, em todas as suas vertentes. Porque acho que é o fio condutor da minha vida. Porque é a base das minhas relações com os outros. Porque acho que nenhum sentimento pode ser mais importante.

Se eu fosse um livro seria... O principezinho... porque nunca me canso de o reler. porque é tão simples e tão profundo... e porque adoro ovelhas!!  :)

Se eu fosse uma comida seria... uma sobremesa, claro!! Talvez um leite-creme... doce e cremoso...
Se eu fosse um lugar seria... Uma falésia com vista para o mar. Ou uma floresta no meio de uma serra, com um ribeiro.
Se eu fosse um gosto seria... doce, com certeza! afinal, já toda a gente percebeu que eu sou gulosa, certo? Além de que sou um doce de pessoa...  :)

Se eu fosse um cheiro seria... o cheiro do pão quente que a minha avó fazia...  saudades... 

Se eu fosse uma palavra seria... esta é difícil... sou tanta coisa... humm... utópica. sim, sou claramente utópica... e sinceramente... espero continuar sempre a ser... é sinal que tenho fé e esperança em coisas melhores.

Se eu fosse um verbo seria... Sorrir... porque é o meu estado natural!

Se eu fosse um objecto seria... um livro escrito ou em branco. porque adoro ler... e porque sempre senti necessidade de registar coisas. 
Se eu fosse uma roupa seria... uma écharpe ou um cachecol, porque são absolutamente indispensáveis... até porque eu tenho sempre muito frio no pescoço...

Se eu fosse uma parte do corpo seria... o coração... porque sempre me deixei seguir mais por aquilo que eu sinto, do que pela razão...

Se eu fosse um desenho animado seria... lol... ninguém se vai lembrar disto, mas seria uma feiticeira, que eu não recordo o nome, de uns desenhos animados que davam há muiiito tempo e que a música era "b-a-b-e-ba-be, b-i-ba-é-bi..".. ou então, a Ana dos cabelos ruivos! Ou o Dartacão, versão feminina, claro!

Se eu fosse um filme seria... O Serendipity... porque gosto de acreditar em histórias de amor improváveis... o Clube dos Poetas Mortos, porque me ensinou muita coisa a primeira vez que o vi... A primeira trilogia da Guerra das Estrelas... porque fez de mim uma parte do que eu sou.

Se eu fosse uma forma seria... em ziguezague... posso não ir a direito, posso até parecer que volto atrás... mas estou sempre a querer olhar em frente.

Se eu fosse uma estação seria... A Primavera. Pelas razões que já referi quando respondi ao mês e porque a temperatura (normalmente!!) ainda não é muito quente!

Se fosse uma frase seria... vou ver qual tenho no msn agora... cá está "Podemos ser apenas uma gota num oceano, mas o oceano sem essa gota, fica mais pequeno." da Madre Teresa de Calcutá. Porque acho que é um grande lema de vida. Porque nos ensinar a tentar fazer sempre a diferença.

Agora, todos os que o quiserem fazer e darem-nos um bocadinho mais de vocês, força!!

 

sinto-me: nem sei bem
música: Vulnerable, Roxette
tags: ,

.mais sobre mim

.Últimas...

. Eu quero, eu quero!!

. Quem é uma menina respons...

. É preciso ir-se ao médico...

. Estou a morrer...

. You are loved, don´t give...

. Sem comentários...

. Sem dúvida!!

. Regra básica: Os homens s...

. Cristovam Pavia

. Maio

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.História

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

contador de visitas
contador de visitas